terça-feira, junho 07, 2011

POETA LUIZ PIENTA - Colega de Trabalho!



Tanto rio já me levou

Pra onde eu não quis,

Que hoje rio à toa

Quando paro no meio

Da ponte e pênsil:

Qual engenho misterioso

Do destino me fez parar aqui?

Eu, que me julgava ser

Um peixe sem parada?

Agora, piracemo-me ao contrário

E me deixo levar por suas águas,

Correntes que me livraram

Das mágoas que chorava,

Sem saber que uma nascente,

Um rebento, um olho d’água,

Não surge do pranto,

Mas da necessidade de correr

E dar vida a quem se quer bem...

Sem saber que a felicidade

Pode estar exatamente ali,

Naquela pedra onde uma gota

De lágrima cava, cava, cava...

Hoje sou peixe que para.

Hoje sou feliz e rio,

Piracicaba...

Luiz Pienta

7 comentários:

  1. Gosto da poesia! Desde muito pequena! Admiro quem as faz...Já me arrisquei por essa área e gosto de divulgar as belas poesias que leio. Espero que os amigos apreciem! Agora com uma bela imagem prá ilustrar :)

    ResponderExcluir
  2. Nooooossssa! Que linda! Tb adoro poesias e como AMO Piracicaba juntou tudo!

    ResponderExcluir
  3. Mônica: eu tb não sabia q vc gostava de "tralhas", como eu!
    Adorei vc ter visitado meu blog!
    Conheci os seus 3 blogs e adorei!
    Vou passear por eles, pode ter certeza. Só não descobri se dá prá seguir. Dá?

    ResponderExcluir
  4. Entrei em seu blog, Monica, gostei... vamos poetar juntas! Abraços. Luzia

    ResponderExcluir
  5. REBECA e LUZIA, desculpem a demora em responder! O blog as vezes pira e joga as mensagens prá moderação e eu não vejo de cara :(
    Legal que tenham curtido! Tá meio desatualizado, mas tentarei ser mais atuante, kkk!
    Beijos prás duas!

    ResponderExcluir
  6. Ah. esse não sei se coloquei prá seguir, preciso ver ;)

    ResponderExcluir